Câmara propõe criação de parque multi sensorial

O vereador Rodrigo Cadeirante (Rede) apresentou ao Legislativo proposta de criação em Montes Claros, do Parque Multi Sensorial 6D, que pode ajudar nos tratamentos de crianças a partir de dois anos, com transtornos do neurodesenvolvimento e de aprendizagem. O parlamentar pediu apoio para que, usando parte das emendas impositivas, contribuam com o Executivo para a instalação do centro. O investimento é de R$ 150 mil.


Rodrigo se reuniu com representantes das escolas Vovó Clarice, Capelo Gaivota, Anda e Neurobrinq, onde numa videoconferência com o Gregston Marques, fundador e dono da empresa, sugeriu uma visita ao 1º parque do Estado de Minas Gerais que está sendo instalado, já em fase final, em Contagem.


Depois desta visita, a comitiva apresentará um projeto de incentivo e apoio a criação do parque em Montes Claros que tem como objetivo dar apoio as terapias de crianças e adolescentes com transtornos.


O Centro é composto de simuladores de vento, chuva artificial, máquinas de bolha de sabão, difusores de essências, painéis sensoriais e outros aparelhos que estimulam e otimizam o desenvolvimento pela audição, tato, paladar, olfato, visão, equilíbrio e movimento.



Para a criança com autismo, por exemplo, o centro estimula a reprogramação do cérebro, fazendo com que ela aceite cores, cheiros e sons com mais facilidade, além de melhorar a conversação, mobilidade e interação interpessoal.

Para o parlamentar, e representantes das instituições o parque será um avanço no tratamento e apoio tanto para as crianças quanto para as famílias.