Cultura em destaque na Câmara de Montes Claros

A Câmara de Vereadores discute, nesta quinta-feira (31), às 19h, no Plenário da Casa Legislativa montes-clarense, em audiência pública as ''Políticas de Fomento e Incentivo a Cultura no Âmbito do município''. A reunião ordinária foi transformada para oportunizar como estão as políticas de incentivo à cultura do Município, além de oferecer subsídios de como a Câmara e as entidades podem ajudar a fortalecer o Sistema Municipal de Cultura de Montes Claros.

“Queremos discutir sobre o sistema municipal de incentivo a cultura e sobre o fundo municipal. Temos como exemplo os projetos aprovados pelo SISMIC, que visa o apoio e incentivo e a valorização de manifestações artísticas culturais de Montes Claros que foram aprovados, ainda em 2017, mas que nem todos foram pagos. A receita prevista para o financiamento do SISMIC e do Fundo Municipal de Cultura-FUMIC está prevista na Lei 3830 de 26 de Novembro 2007, alterada pela lei 4969 de 10 de Abril de 2017, que garante o percentual de 1,5% da arrecadação total do IPTU do ano anterior a ser aplicado em financiamentos de projetos que pode ser de até 100%. Queremos saber como está a aplicação desses percentuais”, encerra Daniel.

Foram convidados para a audiência: João Batista Costa, antropólogo; Marilene Souza, deputada estadual; João Rodrigues, secretário de cultura; Daniel Rocha, Artista plástico; Júlio Borges, presidente da AARTED; Nelcira Durães, Chefe do departamento de Artes da Unimontes; Wiliam Rocha, Secretário de Finanças; representante da Frente Brasil Popular Norte de Minas; Paulo César Vicente de Lima, promotor de Justiça.