Setembro Amarelo

O mês de setembro chama atenção para a prevenção e conscientização sobre o suicídio. Em 2018 a Câmara de Montes Claros aprovou a lei que institui a campanha de valorização da vida, denominada “Setembro Amarelo”,  determinando no calendário oficial da cidade, o dia 10 de setembro,  Dia Municipal de Prevenção ao Suicídio. A lei é de autoria do Vereador Wilton Dias (PHS).

Segundo o Vereador, até o momento o município não divulgou nenhum tipo de campanha sobre o assunto. Dados da Secretaria Municipal de Saúde revelam que dos 234 casos notificados nos primeiros oito meses deste ano, 65 foram de pessoas entre 20 e 29 anos. O número é 44% maior, se comparado com todo o ano de 2018, quando foram registrados 45 atentados contra a própria vida nessa faixa etária.

“São números que nos preocupam e mostram o quanto é importante falar sobre o problema, cercado de tabus e preconceitos. Entre os principais fatores de risco estão a depressão e o abuso de drogas e, segundo especialistas, nove em cada dez casos de poderiam ser evitados com diagnóstico e tratamento adequados. Embora seja um assunto muito delicado, o suicídio precisa ser abordado”, destacou o parlamentar.

A Prefeitura de Montes Claros, através da assessoria de comunicação, foi procurada para responder sobre o assunto, mas até o momento, não se manifestou.

NOTA DA PREFEITURA

Normalmente, esse tipo de campanha é realizada com apoio do governo federal. Neste ano, esse apoio não irá acontecer, mas a Prefeitura de Montes Claros, através da Secretaria Municipal de Saúde, já criou uma comissão para montar a programação da campanha e fechar as parcerias necessárias. A programação será divulgada ainda nesta semana.

 

Assessoria de comunicação da Câmara Municipal de Montes Claros - 4 de setembro de 2019.