Câmara cobra plantões de servidores dos Cras

 Câmara cobra plantões de servidores dos Cras Ricardo Arruda e Wilson Medeiros

Câmara cobra plantões de servidores dos Cras

 

A situação vivida por famílias carentes que precisam de assistência para conseguir desconto ou isenção de taxas para sepultamento de entes queridos foi destaque na reunião da Câmara de Montes Claros.

 

O vereador Valdecy Contador (PMN) sugeriu que a prefeitura faça uma escala de trabalho com os funcionários dos Cras (Centro de Referência de Assistência Social) para que haja atendimento à população aos finais de semana e feriados. O vereador explica que quando um parente morre num sábado, domingo ou feriado, a família precisa esperar de um até três dias para resolver a questão burocrática, uma vez que o setor funciona apenas durante a semana.

Com apoio de outros parlamentares da Casa, Valdecy encaminhará requerimento pedindo o revezamento dos servidores dos Cras para atender no escritório central do cemitério. Ele entende que por não gerar custos para a Prefeitura, a demanda poderá ser atendida: “Se cada bairro disponibilizar um funcionário para entrar na escala, não teremos mais esse problema. Precisamos resolver essa demanda e achamos que a melhor maneira é o revezamento”, explicou.

O vereador Ailton do Vilage (PHS) falou sobre a demanda que acaba trazendo transtorno e mais tristeza para muitas famílias carentes. De acordo com o vereador, a maioria dos moradores do bairro Vilage são carentes e não possuem dinheiro para arcar com os custos do sepultamento. Os moradores ainda precisam se deslocar até o cartório para buscar a certidão de óbito e depois procurar ajuda e isenções de taxas: “infelizmente muitas não conseguem, principalmente quando o falecimento é no final de semana ou feriado. No cemitério ainda existe uma taxa de R$175, fora outros gastos. A pessoa que não tem condições e não consegue a ajuda, muitas vezes precisa enterrar o ente querido na zona rural. A família já sofre com a morte e ainda passa por essa luta. Por isso é importante um plantonista”, finalizou Ailton.

O Vereador Dr.Valdivino (MDB), ressaltou que ainda têm famílias carentes que não sabem do direito. Também defendeu a escala de funcionários dos Cras no escritório do cemitério fora dos dias úteis: “Não podemos deixar famílias carentes desassistidas em um momento tão difícil. Vamos lutar para que esse plantão seja efetivado”, destacou o vereador.

 

O QUE DIZ A PREFEITURA

De acordo com o Secretário de Desenvolvimento Social, Aurindo José Ribeiro, enviado o requerimento dos vereadores, o assunto será discutido com o prefeito e sendo aprovado o plantão poderá ser instituído.